Taxista é queimado após reagir a assalto

Antes de jogar gasolina em seu corpo, bandidos teriam disparado contra ele, mas arma falhou

iG Rio de Janeiro |

Um taxista que trabalhava na noite deste sábado (21) teve cerca de 40% do corpo queimado por bandidos após reagir a um assalto, segundo sua versão à polícia. Ele foi encontrado por policiais com o corpo queimado ao lado do carro incendiado no Viaduto de Benfica, na zona norte do Rio.

Dois homens e uma mulher entraram no táxi como passageiros na Avenida Marechal Rondon, no Engenho Novo. Em seguida, anunciaram que era um assalto e ordenaram que o motorista, Sérgio Fernando Gouvêa, de 37 anos, seguisse para Benfica, também na zona norte da cidade.

No Viaduto de Benfica, os supostos assaltantes mandaram o taxista parar o veículo e apagar as luzes do carro. Em vez disso, ele deixou as luzes do pisca-alerta ligado, com o intuito de ser visto pela polícia, que estava nos arredores. Isso teria despertado a ira dos criminosos, segundo o delegado Marcus Vinícius Lopes Montez.

Um dos criminosos então tentou atirar contra ele, mas a arma falhou. Um outro assaltante teria então jogado gasolina em seu corpo e no carro e, após sair do veículo com os outros dois comparsas, teria ateado fogo. Encontrado pela polícia logo após o incidente, ele foi levado ao Hospital Geral de Bonsucesso, onde continua internado.

O delegado conversou com a vítima na tarde deste domingo (22). Ele disse que não pode afirmar que a motivação do crime foi tentativa de assalto, por causa da brutalidade do fato. As investigações continuam, acrescentou.

    Leia tudo sobre: taxiassaltoqueimadomotorista

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG