Táxis no Rio terão reajuste nas tarifas a partir do dia 30

Valor da quilometragem (tarifa 1) dos veículos convencionais passa de R$ 1,40 para R$ 1,60. Tarifa 2 sobe de R$ 1,68 para R$ 1,92

iG Rio de Janeiro |

A Secretaria Municipal de Transportes do Rio de Janeiro autorizou nesta quarta-feira (23) reajuste nas tarifas dos 32 mil táxis que circulam na capital fluminense. Entram na regra, os convencionais (amarelinhos), especiais (cooperativas) com tarifas pré-fixadas e os de turismo.

O reajuste, de cerca de 14%, com base na tarifa vigente do táxi convencional, passa a vigorar a partir do primeiro minuto da próxima quarta-feira (30) quando terá início a distribuição das tabelas com novos preços. A bandeirada, que não sofria alteração desde o último aumento, em 3 de março do ano passado, subirá agora de R$ 4,30 para R$ 4,40.

Segundo a secretaria, o valor da quilometragem (tarifa 1) passa de R$ 1,40 para R$1,60, de segunda a sábado, ds 6h às 21h. Já na tarifa 2, o quilômetro rodado, das 21h às 6h, passará de R$ 1,68 para R$ 1,92, também de segunda-feira a sábado, nos domingos e feriados.

A Secretaria autoriza a cobrança na tarifa 2 das corridas com destino a áreas de ladeiras íngremes, sem discriminação horária. A tarifa da hora parada ou de espera sobe de R$ 17,64 para R$ 20,16, enquanto o preço para transportar volumes com dimensões entre 60 centímetros por 30 centímetros passa de R$ 1,40 para R$ 1,60, desde que a bagagem seja manuseada pelo motorista.

Táxis especiais

Nos táxis especiais, a bandeirada sobe de R$ 5,70 para R$ 5,85. O quilômetro rodado de R$ 2,46 para R$ 2,80 e a tarifa de espera ou de hora parada de R$ 31 para R$ 35,28.

A pasta dos Transportes aprovou ainda tabelas tarifárias para cooperativas que operam o serviço com embaque e desembarque no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Tom Jobim), Aeroporto Santos Dumont, no Terminal Rodoviário Novo Rio e nos hotéis de Copacabana, Ipanema e São Conrado. As viagens terão cobrança antecipada desses locais para vários bairros da cidade.

Até a aferição do taxímetro, a Secretaria informa que a cobrança dos novos preços deverá ser confrontada com os valores marcados no taxímetro com o valor indicado na tabela afixada no vidro lateral traseiro esquerdo do táxi.

    Leia tudo sobre: reajustetarifatáxisRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG