Supervia diz que tentaram sabotar primeira viagem de trem chinês

Segundo a concessionária, uma corda foi enrolada na rede aérea de eletricidade mas problema foi detectado a tempo

iG Rio de Janeiro |

Divulgação/Supervia
Novo trem chinês que entrou em operação hoje no Rio
A Supervia informou na noite desta terça-feira (20) que detectou uma tentativa de sabotagem para interromper a primeira viagem do novo trem chinês no Rio de Janeiro, entre a Central do Brasil, no centro da capital, e Japeri, na Baixada Fluminense.

Segundo a concessionária, a equipe de manutenção durante inspeção no ramal na noite de ontem, encontrou uma corda enrolada na rede aérea de eletricidade, localizada no cruzamento de linhas, próximo à estação de Queimados. O problema foi resolvido e o novo trem pode circular pela primeira vez.

De acordo com a empresa, se isso não tivesse sido detectado pela concessionária, o primeiro trem que passasse pelo local na manhã de hoje teria problemas no pantógrafo, equipamento que liga o trem à rede área, ocasionando a interrupção do ramal. Os primeiros trens desse ramal em geral circulam lotados.

Divulgação/Supervia
Flagrante de tentativa de sabotagem feito pela Supervia
O governo do Rio comprou 30 trens chineses e o primeiro entrou em operação hoje. Com capacidade para 1300 passageiros, as novas composições são equipadas com ar condicionado, painéis de led, TV´s  de plasma, câmeras de monitoramento interno, bagageiros e sistema de comunicação direta com o Centro de Controle Operacional.

O primeiro trem faz parte de um pacote de investimentos de R$ 2,4 bilhões no sistema ferroviário urbano. Além dos 30 novos trens que começam a entrar em circulação, a Secretaria Estadual de Transportes está finalizando o processo de licitação para compra de mais 60 composições.

O governo fluminense também determinou que a SuperVia compre outros 30 trens e reforme 73 composições da frota atual – planejamento que está sendo antecipado pela empresa. Ainda no início do segundo semestre deste ano, todos os 30 novos trens chineses já estarão em operação nos ramais da SuperVia.

    Leia tudo sobre: trem chinêssabotagemSupervia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG