Sucessor de Nem no comando da Rocinha é assassinado

Bandido conhecido como Pateta foi morto em um suposto golpe de estado na favela. Corpo foi enterrado hoje

iG Rio de Janeiro |

Apontado como sucessor do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, Thiago Schirmmer Cáceres, o Pateta, foi assassinado nesta semana em uma disputa pelo comando do tráfico na favela da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro. O corpo foi achado na estrada das Canoas junto com o cadáver de um comparsa, identificado como PQD.

Pateta assumiu o controle da Rocinha após a prisão de Nem, em novembro. O corpo do bandido foi enterrado na tarde desta quinta-feira (16) no cemitério do Catumbi, na região central da cidade. Nem está preso atualmente no presídio federal de Campo Grande (MS).

Segundo informações que chegaram à polícia, Pateta e PQD teriam sido mortos a mando dos bandidos conhecidos como Neto e Rodrigão. A Rocinha está ocupada pela PM desde novembro  para a implantação de uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora).

Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança informou que, apesar do processo de pacificação da Rocinha, eventuais distúrbios podem ocorrer por criminosos que tentam desestabilizar o sucesso da ocupação em uma ilusão frustrada de que um dia retornariam impunes ao crime sem qualquer punição.

De acordo com o comunicado, a primeira fase do processo de pacificação é garantir de imediato o direito de ir e vir dos cidadãos, antes submetidos à tirania e o terror imposto pelos traficantes. Esse processo segue em andamento e com sucesso. Dezenas de prisões já foram realizadas e as forças de segurança continuam seu trabalho na comunidade.



    Leia tudo sobre: rocinhatraficante nem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG