Subsecretário de Parati-RJ é preso por crime ambiental

Polícia Federal prendeu 12 por extração iregular de areia, que configura usurpação de bem público da União e crime ambiental

AE |

Doze pessoas foram presas na última quarta-feira, entre elas o subsecretário de Obras de Parati, no Rio de Janeiro, durante fiscalização nas margens do Rio Perequê-Açu, onde foi constatada uma enorme movimentação de retroescavadeiras e caminhões. Os veículos eram utilizados para a extração e transporte de areia, sem as devidas licenças ambientais.

Segundo a Polícia Federal, todos os que estavam no local foram encaminhados à sede da Delegacia em Angra, entre os quais o subsecretário de Obras, que coordenava as atividades no local e informou não dispor das licenças ambientais e do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

O subsecretário foi preso em flagrante e autuado por usurpação de bem público da União e crime ambiental, cujas penas variam de 1 a 5 anos de detenção e 6 meses a 1 ano de prisão(mais multa), respectivamente. No total foram apreendidos duas retroescavadeiras e sete caminhões.

    Leia tudo sobre: Polícia Federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG