Um adolescente que foi baleado no massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, está em observação na enfermaria

Mais um sobrevivente do massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, deixou nesta quarta-feira (27) o Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes. Seu quadro é estável e ele encontra-se em observação na enfermaria.

Outra vítima permanece no CTI pediátrico em observação rigorosa, com quadro regular, que inspira cuidados, segundo boletim divulgado hoje pela Secretaria de Estado de Saúde.

A tragédia na escola ocorreu no último dia 7 e deixou 12 crianças mortas. O autor do massacre, Wellington Menezes de Oliveira, se matou com um tiro na cabeça após ser baleado por um polícial militar. O corpo dele foi enterrado na última sexta-feira (22) em uma cova simples no cemitério do Caju, zona portuária do Rio e nenhum parente acompanhou.

Com AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.