Estudante Luan Vítor deixou o Instituto de Traumatologia e Ortopedia hoje. Uma adolescente ainda permanece hospitalizada

Um dos sobreviventes do massacre de 12 adolescentes na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, no dia 7 de abril, o estudante Luan Vítor, de 13 anos, recebeu alta nesta terça-feira (24), do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into). Ele levou um tiro no olho direito.

Permanece internada ainda Thayane Tavares Macedo, de 13 anos. Ela está em um leito da enfermaria do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil, seu quadro de saúde é estável e a jovem vem se recuperando bem.

Ex-aluno da Tasso da Silveira, Wellington Menezes Oliveira, de 23 anos, invadiu a escola com duas armas e matou 12 alunos. Após isso, foi baleado por PMs e se matou com um tiro na cabeça. Outros 12 estudantes ficaram feridos.

Na semana passada, o pânico voltou a rondar a escola. Um homem armado com uma pistola ameaçou matar sua ex-namorada, de 17 anos, que é ex-aluna do colégio. Assustada, a jovem se escondeu na Tasso da Silveira.

O fato gerou um boato entre alunos, pais e professores de que a escola tinha sido novamente invadida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.