Sob forte segurança, Nem da Rocinha é transferido para presídio fora do Rio

Chefe do comércio de drogas na favela ocupada ficará em penitenciária federal de segurança máxima, em Campo Grande (MS)

iG Rio de Janeiro |

O traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, chefe do tráfico de drogas na Rocinha, e mais três comparsas foram transferidos no início da manhã deste sábado, para o presídio federal de Campo Grande (MS), de segurança máxima. O transporte foi feito em avião da Polícia Federal.

Leia também: Para associação da Rocinha, 'não dá para dizer' se expulsão do tráfico é boa

Cerca de 40 agentes, fortemente armados, do Serviço de Operações Especiais (SOE) da Secretaria de Administração Penitenciária do Rio (Seap) foram os responsáveis por conduzir os presos do Complexo de Gericinó, em Bangu (zona oeste) até o Aeroporto Santos Dumont, de onde embarcaram às 8h para Mato Grosso do Sul.

O comboio com dez carros saiu de Bangu às 6h deste sábado e fez em 45 minutos o percurso, de cerca de 50 km.

Leia também: Mulher de Nem levava vida de luxo na Rocinha

Foram transferidos ainda Anderson Rosa Mendonça, o Coelho, Valquir dos Santos, o Carré, e o ex-policial militar Flávio Melo dos Santos.

Em busca de mais informações sobre a quadrilha, a polícia busca a companheira de Nem, Danúbia de Souza Rangel , que não tem mandado de prisão.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG