Sete policiais militares são denunciados por homicídios no Rio

Crimes ocorreram em 2007 nas comunidades do Jorge Turco e Vigário Geral, na zona norte

iG Rio de Janeiro |

Sete policiais militares foram denunciados à Justiça nesta sexta-feira (27) pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. De acordo com as quatro denúncias subscritas pelo titular da 6ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal (PIP), Alexandre Themístocles, os policiais são acusados de homicídio qualificado registrado como auto de resistência. As vítimas não apresentavam antecedente criminal.

O MP requereu ao Judiciário que os denunciados sejam afastados da função policial, com suspensão do porte de arma, e proibidos de se aproximar dos parentes das vítimas até o julgamento do processo, sob pena de prisão preventiva.

De acordo com a denúncia, em todos os casos, logo após a execução das vítimas, os PMs tentaram impedir a realização de perícia nos locais dos crimes, sob o pretexto de prestar ajuda. Eles também simularam socorro, levando os cadáveres aos Hospitais Getulio Vargas e Carlos Chagas.

1ª denúncia – Morro do Jorge Turco, na zona norte, em 04 de agosto de 2007 (IP nº 2798/2007 - 40ª DP)

Os policiais Manoel Correa do Espírito Santo e Hevandro Wilson Pires de Oliveira – lotados no 9º BPM (Rocha Miranda) – são acusados de matar Eduardo Felipe da Silva Leocádio, de 17 anos, com um tiro na cabeça.

2ª denúncia – Morro do Jorge Turco, em 13 de dezembro de 2007 (IP nº 4516/2007 - 40ª DP)

Edson Nascimento carvalho e Nilson Moffati – lotados no 16º BPM – são acusados de matar Eduardo da Silva Gomes, de 20 anos, com um tiro a curta distância; e Adelson Américo do Nascimento, de 23 anos.

3ª denúncia – Vigário Geral, na zona norte, em 29 de maio de 2007 (IP nº 3523/2007 - 38ª DP)

Wagner Luiz de Almeida e João Carlos Falcão Ávila – lotados no 16º BPM (Olaria) – são acusados de matar Flaviano Motta da Silva, de 31 anos, com seis tiros.

4ª denúncia – Vigário Geral, em 03 de maio de 2007 (IP nº 2908/2007 - 38ª DP)

Os denunciados Wagner Luiz de Almeida e José Vicente da Silva Júnior – lotados no 16º BPM – são acusados de matar Anderson Amarantes, de 19 anos. A vítima foi atingida nas costas e na mão esquerda.

Consta nas denúncias que os disparos efetuados contra as vítimas e os pontos dos ferimentos, minuciosamente detalhados nas provas técnicas, indicam que não houve qualquer chance de defesa.

    Leia tudo sobre: pmshomicídios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG