Sem tripulação, mais de 65% dos voos da Webjet têm problemas

Companhia aérea cancelou 35,7% dos voos programados até as 21h. Outros 30,2% tiveram atrasos, segundo a Infraero

iG São Paulo |

Passageiros da companhia aérea Webjet enfrentam diversos transtornos, nesta segunda-feira, nos aeroportos onde a empresa atua. Dos 129 voos programados para até as 21h em todo o País, 39 (30,2%) tiveram atrasos e 46 (35,7%) foram cancelados. Pela manhã, os cancelamentos chegaram a mais de 50% do total de voos da companhia.

nullPor conta dos atrasos, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) suspendeu a venda de bilhetes da  Webjet para os voos programados até a próxima sexta-feira. A agência informa que, em julho, a Webjet foi autuada em R$ 225 mil por ter excedido a carga horária da tripulação.

Por meio de nota, a Anac diz que "medidas mais severas poderão ser tomadas ao longo da semana se a situação não for equacionada pela empresa".

Atrasos e cancelamentos

O aeroporto de Santos Dumont, no Rio de Janeiro, que chegou a ficar fechado por mais de 1h30 nesta manhã por conta do mau tempo , continuou tumultuado após a abertura. Passageiros se aglomeraram em frente ao guichê da Webjet para pedir informações sobre voos.

O gerente da companhia no local, que se apresentou como Márcio, mas não quis dar o sobrenome após a reportagem se identificar, disse que o motivo era a falta de tripulação. “Não temos como atender o pessoal, não tem como mandar lá para dentro (da sala de embarque). São cerca de 120, 130 passageiros por voo”, explicou.

AE
Aglomeração de passageiros, nesta sgeunda-feira, na fila do check- in da WebJet no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro

Questionado se o problema já era conhecido, o gerente limitou-se a dizer que “soube pela manhã” da falta de funcionários, mas disse que não passaria mais informações por alegar que a jornalista estaria atrapalhando o seu trabalho. A jornalista alegou ser também passageira, mas ele seguiu em direção a outra companhia, acompanhada da passageira Márcia, que pediu para ser acomodada em outro voo a tempo de pegar um curso em Brasília.

“Recomendo que quem não tenha compromissos remarque as passagens para outro dia”, disse Márcio, diante de passageiros que protestaram na sala do embarque. O número para remarcação é 0800-723-1234.

Para os passageiros com destino a São Paulo, a companhia disponibilizou vans e táxis custeados pela empresa. Outra sugestão é a de acomodar passageiros em voos de outras companhias, mas o gerente alertou que não podia se comprometer com todos os passageiros, pois voos de outras companhias também estavam cheios.

Posição da Webjet

Em nota, a empresa atribui o problema ao crescimento da demanda de passageiros e defende que, "por conta de peços competitivos, vem crescendo expressivamente nos últimos meses". A companhia diz que contratou 149 pessoas nos últimos três meses e, atualmente, está treinando 64 novos co-pilotos e 85 comissários. Eles devem entrar em atividade a partir de outubro.

Mesmo com as contratações, a Webjet admite que precisou cancelar voos na última semana de setembro para cumprir a Lei nº 7.183, que regula os limites de trabalho dos aeronautas. Isso desencandeou os problemas registrados nesta segunda-feira.

Na tentativa de solucioná-los, a empresa diz que tomou cinco medidas principais. São elas: reacomodação dos passageiros em voos da própria Webjet e de outras companhias, isenção total das taxas de remarcação normalmente aplicadas, reembolso das tarifas pagas pelas passagens e fretamento de aeronaves.

*Com informações de Andréia Sadi, iG Brasília

    Leia tudo sobre: webjetatrasoscancelamentosvoosaeroportos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG