Secretário da Riotur quer evitar rebaixamento de escolas de samba

Liga das Escolas de Samba do Rio e prefeitura vão se reunir na noite desta segunda para achar uma solução ao carnaval deste ano

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

Antonio Pedro Figueira de Melo informou, na tarde desta segunda-feira, 7, que a prefeitura não pretende rebaixar nenhuma escola neste carnaval. “Já expressamos esta vontade de nenhuma delas sair de grupo. Vamos conversar com todo o grupo”, disse. Após o incêndio na cidade do samba, que destruiu os barracões da Grande Rio, Portela e União da Ilha, os dirigentes devem se reunir ainda nesta noite para decidir o destino das agremiações.

“A prefeitura está agindo o tempo todo. Acabei de sair de lá. Fomos apoiar as escolas, porque é uma situação complicada, muito triste. As escolas vão mostrar que carnaval não é feito só de carro alegórico luxuoso e fantasia, mas de emoção de componentes e samba no pé. As escolas vão mostrar como se faz isso, carnaval na essência. Além disso, as obras começam imediatamente na Cidade do samba”, informou ele.

O secretário disse ainda que o barracão da Grande Rio, o mais atingido pelo fogo, vai ter que ser demolido. O da Portela e da ilha foram parcialmente incendiados. Os carros não queimaram em sua totalidade.

    Leia tudo sobre: cidade do sambacarnaval rioincêndio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG