Secretaria de Educação investiga suposto espancamento em escola

Alunos teriam agredido colega porque ele terminou relacionamento com a ex-namorada

iG Rio de Janeiro |

A Secretaria de Estado de Educação vai abrir uma sindicância para investigar um suposto espancamento ocorrido na última quarta-feira (4) no Colégio Estadual Madre Teresa de Calcutá, no bairro de Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro.

De acordo com a denúncia, um adolescente de 16 anos teria sido agredido por aproximadamente outros dez estudantes por ter terminado o relacionamento que mantinha com sua ex-namorada.

Em nota, a secretaria negou o fato e declarou que o que ocorreu no colégio “foi uma briga entre dois alunos, não um espancamento”. De acordo com o comunicado, “funcionários da escola apartaram a briga e os pais foram chamados ao colégio, procedimento normal a ser adotado”.

Ainda segundo a secretaria, “outros alunos afirmaram que foi uma confusão apenas entre os dois estudantes, sem envolvimento de qualquer grupo maior”. Mesmo descartando a hipótese de espancamento, a pasta informou que a sindicância terá como objetivo “apurar todas as versões”.

“Ouvimos todos os lados: os pais, os alunos, os funcionários e a direção. Vamos abrir uma sindicância e, com essa apuração mais aprofundada, tomaremos as decisões corretas”, afirmou diretor regional da zona oeste, Robson Lage. O suposto espancamento também está investigado pela 33ª DP (Realengo).

    Leia tudo sobre: espancamentoagressãocolégio estadual

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG