RJ: Mulher é presa suspeita de atirar nas filhas gêmeas de um ano e sete meses

Jovem nega e diz que meninas foram baleadas em assalto. Polícia investiga se ela cometeu crime por não se conformar com separação

iG Rio de Janeiro |

Uma mulher de 24 anos foi presa na última terça-feira (26) suspeita de ter atirado nas duas filhas gêmeas de um ano e sete meses. O caso ocorreu na segunda-feira (25) na cidade de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, litoral do Rio de Janeiro.

Atingidas no peito, as meninas estão internadas em um hospital do vizinho município de Araruama. Uma delas está com a bala alojada nas costas. Já a outra, a bala atravessou o corpo. Segundo policiais, ambas estão em estado grave.

A Polícia Civil investiga se a jovem cometeu o crime por não se conformar com a separação do pai das crianças. Os encarregados da investigação descobriram mensagens enviadas pelo telefone celular ao ex-companheiro em que a mãe das meninas dizia que iria matar as filhas e não aceitava o afastamento.

De acordo com os agentes, a jovem contou em depoimento que as crianças foram baleadas em um assalto. Disse que o ladrão entrou na casa, no bairro do Vinhadeiro, e tentou atirar várias vezes nela mas o revólver falhou. Em seguida, passou pelas meninas e efetuou os disparos. Depois, ainda passou pela suspeita e foi embora.

A polícia não acreditou na história já que nada foi roubado. Foi pedida a prisão temporária da suspeita por 30 dias. A Justiça aceitou e a suspeita acabou presa.

    Leia tudo sobre: mulher presafilhas gêmeas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG