Rio recolhe 73 toneladas de lixo após show de Roberto Carlos em Copacabana

Cerca de 380 garis atuaram no local. Choque de ordem reboca 162 veículos, multa 560 e apreende mais de duas mil latas de cerveja

iG Rio de Janeiro |

A Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) do Rio de Janeiro recolheu 73 toneladas de lixo após o show do cantor Roberto Carlos, na noite de sábado (25), na praia de Copacabana, zona sul da capital fluminense. Cerca de 380 garis atuaram na região com apoio de caminhões coletores e basculantes, varredeiras, pás mecânicas, tratores, mini pá, ferramentas manuais, Kombi lava jato e carros pipas para lavar as pistas.

Foi realizada limpeza da areia, calçadão e pistas da avenida Atlântica, além das avenidas e ciclovias da orla desodorizadas com solução de eucalipto e água. Os trabalhos acabaram por volta das 4h deste domingo.

Balanço final da operação "Choque de ordem"
A operação "Choque de ordem" realizada pela Secretaria Especial da Ordem Pública na praia de Copacabana, durante o show de Natal do cantor Roberto Carlos, neste sábado, teve o seu balanço final divulgado. Foram rebocados 162 veículos e outros 560 foram multados por estacionamento irregular em ruas próximas ao evento. Trinta reboques da Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamento e Reboques (CFER) foram utilizados na remoção. Os veículos foram levados para o depósito da Prefeitura na Barra da Tijuca.

Durante a fiscalização, 34 flanelinhas que atuavam em ruas próximas ao evento foram detidos e levados para a 12ª DP (Copacabana). Pela manhã, cerca de 50 barracas de camping montadas na areia próximo ao palco foram retiradas. Trinta e três barreiras foram montadas ao longo da orla de Copacabana para conter ambulantes irregulares. Agentes de Controle Urbano da Seop apreenderam: 2.318 latas de cerveja, 611 de refrigerante, 74 de energético, 921 garrafas de água, 35 de vinho, 22 de ice tea, 36 copos de guaraná natural, 1 kg de doces diversos, 47 óculos, 36 chapéus, 32 bonés, 30 cadeiras, 14 guarda-chuvas, seis guarda-sóis, dois botijões e um carrinho para transportar mercadoria.

- O Choque de Ordem no show de Natal foi um ensaio para o Réveillon. Direcionamos para esse evento mais de 700 pessoas e mostramos que é possível manter a alegria e a descontração, seguindo as normas básicas de convivência - disse Alex Costa, secretário de Ordem Pública.

    Leia tudo sobre: comlurbroberto carloslimpeza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG