Quatro estudantes baleados durante massacre em Realengo têm alta

Seis sobreviventes da tragédia continuam internados sendo que dois estão em estado grave

iG Rio de Janeiro |

Quatro estudantes baleados durante o ataque à Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, na última quinta-feira (7), tiveram alta nesta segunda-feira (11). Dois deles, Yan Bruno Oliveira Passos e Brenda Rocha Tavares, de 13 anos, estavam internados no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into)

Yan foi atingido no braço e Brenda nas mãos. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, os dois deixaram a unidade apenas com curativos.

Atingido na cabeça, mão e clavícula, Allan Mendes da Silva, de 13 anos, também foi liberado. Ele estava internado no Hospital da Polícia Militar. Um outro estudante da mesma idade, que estava no Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, recebeu alta. Outros seis alunos que sobreviveram ao massacre, que deixou 12 mortos, permanecem internados.

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, dois dos sobreviventes ainda hospitalizados encontram-se em estado grave.

Um deles é um estudante de 13 anos, atingido no olho direito. Está internado no Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e respira com auxílio de aparelhos.

O outro aluno grave é um estudante de 14 anos, que está no Albert Schweitzer.

Ainda no Hospital de Saracuruna, encontra-se uma aluna de 13 anos, alvejada na barriga e na coluna. Seu quadro é estável. Ela está lúcida e já respira sem aparelhos.

No Hospital Alberto Torres, em São Gonçalo, na região metropolitana, um estudante de 14 anos permanece no CTI pediátrico. Ele sofreu uma lesão grave no ombro direito mas seu quadro é estável. Não há previsão de alta.

No Albert Schweitzer, está internado ainda um estudante de 12 anos. Seu quadro é estável.

No Pedro Ernesto, em Vila Isabel, na zona norte, um aluno de 13 anos, alvejado na perna e no braço, tem quadro estável e vem apresentando melhoras.

    Leia tudo sobre: massacreescolarealengo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG