Protesto dos aeroviários chega ao fim no Rio de Janeiro

Cerca de 300 funcionários fizeram protesto perto do Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim

AE |

selo

Chegou ao fim a manifestação de cerca de 300 aeroviários - profissionais que atuam em solo, como mecânicos e pessoal de check-in - na Avenida 20 de Janeiro, que dá acesso ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro.

De acordo com a presidente do Sindicato Nacional dos Aeroviários, Selma Balbino, a manifestação, que durou das 4 horas desta madrugada até o final da manhã desta quarta-feira (8), tinha como objetivo atrasar voos, como forma de pressionar por melhores condições de trabalho e reajuste salarial.

Os aeroviários irão se reunir por volta das 14 horas com representantes das companhias para negociar as reivindicações. Caso não haja acordo, os aeroviários ameaçam entrar em greve durante as festas de fim de ano.

Antes do término da manifestação, houve confusão entre os aeroviários e o Batalhão de Choque da Polícia Militar (PM) que estava no local. Os policiais chegaram a utilizar spray de pimenta nos manifestantes, que se retiraram para dentro do aeroporto.

    Leia tudo sobre: AEROVIÁRIOSPROTESTO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG