Promotoria denuncia jovem acusada de matar empresário em motel

Verônica Verone, de 18 anos, foi denunciada por homicídio triplamente qualificado

iG Rio de Janeiro |

Pablo Jacob/Agência O Globo
Verônica Verone está presa no complexo prisional de Bangu
O Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro denunciou nesta segunda-feira (13) a jovem Verônica Verone, de 18 anos, que confessou ter matado por asfixia o empresário Fábio Gabriel Rodrigues, de 33 anos, em um motel no bairro de Itaipu, em Niterói, na região metropolitana, no dia 14 de maio.

Verônica foi denunciada pelos crimes de homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, impossbilidade de defesa da vítima e meio cruel) e tentativa de ocultação de cadáver. A jovem já está presa mas, na denúncia, a Promotoria pediu a prisão preventiva à Justiça.

O inquérito sobre o crime foi concluído na semana passada. Hoje, a Polícia Civil informou que Verônica tentou contratar uma pessoa, para quem pagaria R$ 2 mil, para matar o empresário. Tentou também comprar uma arma no mesmo valor.

Segundo a delegada Juliana Rattes, que conduziu as investigações, o crime foi premeditado porque a jovem estaria inconformada com o fim do relacionamento entre os dois. De acordo com ela, no dia do crime, Verônica colocou um antidepressivo em uma bebida consumida pelo empresário para que ele ficasse desacordado e ela o enforcasse com um cinto.

Em depoimentos, Verônica disse que cometeu o crime porque Fábio tentou estuprá-la. Já seu advogado, Rodolfo Tompson, disse que a cliente matou o empresário porque lembrou de um abuso sexual que sofreu na infância na hora em que Fábio tentou algo com ela no motel. Segundo o advogado, a jovem tem problemas psiquiátricos.

Após matar o empresário, a jovem ainda tentou esconder o cadáver. Ela arrastou o corpo do quarto até a garagem do motel.

    Leia tudo sobre: verônica veroneempresáriomotelNiterói

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG