Professores e bombeiros fazem manifestação em frente à Alerj

Militares lembram os dois meses da invasão ao Quartel-Central. Professores pedem reajuste salarial

iG Rio de Janeiro |

Luiz Gomes/Agência O Globo
Antes da manifestação, professores decidiram manter a greve iniciada no dia 7 de junho
Bombeiros e professores da rede estadual fizeram uma manifestação na tarde desta quarta-feira (3) em frente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) no centro da capital fluminense. Cerca de 2 mil pessoas participam do protesto.

O protesto dos bombeiros foi para lembrar os dois meses da invasão ao Quartel-Central da corporação, ocorrida no início de junho. Na época, a categoria reinvidicava um aumento do piso salarial para R$ 2 mil. 429 militares acabaram presos mas conseguiram a anistia administrativa. Após protestarem na sede do Legislativo, os bombeiros seguiram para o Palácio Guanabara, sede do governo estadual.

Já os professores protestaram pelo reajuste salarial. Eles estão em greve desde o dia 7 de junho e não aceitaram a proposta do governo de conceder um aumento de 13%. Em assembleia pela manhã, a categoria decidiu manter a paralisação. Os professores querem um reajuste de 26%.

Luiz Gomes/Agência O Globo
Após protestarem em frente da Alerj, bombeiros seguiram para o Palácio Guanabara, sede do governo

    Leia tudo sobre: bombeirosprofessoresmanifestaçãoRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG