Vera Lúcia foi denunciada por empregados por maltratar uma menina de apenas dois anos que estava sob sua guarda, no Rio de Janeiro

A procuradora aposentada Vera Lúcia Sant'Anna Gomes, de 67 anos, foi condenada nesta quinta-feira a oito anos e dois meses de prisão. Por ser de primeira instância, a defesa da procuradora pode recorrer da decisão. Vera Lúcia é acusada de torturar uma menina de dois anos que estava sob sua guarda provisória em processo de adoção.

Procuradora aposentada ainda pode recorrer da condenação
iG São Paulo
Procuradora aposentada ainda pode recorrer da condenação

O caso de tortura foi denunciado pelos empregados da procuradora. Eles afirmaram que ela agredia fisicamente a menina. A criança foi encontrada pelo Conselho Tutelar no apartamento de Vera Lúcia com sinais de maus-tratos. Laudos comprovaram as agressões.

Vera Lúcia se entregou à Justiça no dia 13 de maio e foi levada para o Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro. O advogado da procuradora, Jair Leite Pereira, não foi encontrado para comentar a decisão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.