Problemas em transformadores deixam bairros do Rio às escuras

Pelo menos oito bairros da zona sul e outros cinco da zona norte foram afetados

iG Rio |

Ao menos treze bairros do Rio de Janeiro tiveram o fornecimento de energia elétrica interrompido no início da tarde desta sexta-feira (5). De acordo com a concessionária Light, a interrupção foi provocada a partir de uma solicitação feita pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Procurada pelo iG , o órgão informou que solicitou o desligamento de linhas de transmissão de energia elétrica na subestação de Furnas no bairro do Grajaú, zona norte da capital fluminense. Dois transformadores do local apresentaram problemas e, para não sobrecarregar outro equipamento deste tipo, a ONS sugeriu um corte de carga.

Em nota, a empresa Furnas informou que por volta do meio-dia ocorreu um curto circuito no setor de 138 kV da subestação do Grajaú. Por consequência, houve atuação instantânea do sistema de proteção do equipamento, desligando automaticamente dois dos três bancos de transformadores desta subestação.

Segundo Furnas, o terceiro banco de transformadores permaneceu em operação, submetido à sobrecarga. Por conta disso, houve necessidade de corte de carga de 190 MW (mega watts), sendo este montante gradativamente reduzido até a plena recuperação da carga às 14h20. A empresa informou que não é prevista nova restrição de atendimento à carga.

Vicente Seda
Com sinais apagados, cruzamento em Copacabana é controlado por guarda municipal

Para minimizar o problema do corte de 190 mega watts, a ONS acionou uma usina térmica localizada no bairro de Santa Cruz, na zona oeste, para recompor a falha.

Segundo a Light, entre os bairros prejudicados estão Copacabana, Ipanema, Leme, Jardim Botânico, Gávea, Lagoa, Botafogo, Urca, na zona sul da cidade, e Rio Comprido, Vila Isabel, Tijuca, Andaraí e Grajaú, na zona norte. Em alguns deles a luz já foi restabelecida. No Leblon, a energia voltou às 13h10 e, em Botafogo, às 13h53.

Plano de Contingência

Por causa do problema, a Prefeitura do Rio acionou um plano de contingência com o deslocamento e reforço de equipes envolvidas na operação de serviços afetados, como sinalização de trânsito. Agentes da Guarda Municipal e CET-Rio foram deslocados para orientar o tráfego já que diversos semáforos da cidade ficaram sem funcionar.

Ao todo, cerca de 220 agentes e 50 motociclistas trabalham nas ruas para minimizar o impacto da interrupção no fornecimento de energia elétrica. A Prefeitura do Rio recomenda que os motoristas redobrem a atenção nas próximas horas e evitem fechar cruzamentos, bloqueando vias da cidade.

Mesmo com o problema, as linhas 1 e 2 do metrô operam normalmente, de acordo com a concessionária Metrô Rio. Apenas as estações localizadas na zona sul ficaram com iluminação parcial, o que não alterou o funcionamento do meio de transporte. Os trens da Supervia também operam sem restrições, assim como os aeroportos Santos Dumont e Galeão.

Restabelecimento da energia

A concessionária Light informou que ainda não há uma previsão para o restabelecimento de energia elétrica em todos os bairros do Rio afetados pelo apagão. Apesar do serviço já ter sido restabelecido em alguns bairros, há semáforos que continuam desligados na Tijuca, por exemplo, provocando congestionamentos.

Segundo o Centro de Operações da prefeitura, mesmo com o retorno da energia é necessária uma reprogramação dos sinais, que está sendo feita pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) do Rio.

    Leia tudo sobre: apagãoenergia elétricalightfalta de luz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG