Preso no Rio caçador que vendia carnes de animais silvestres para restaurantes

Em sua casa, foram apreendidas preás, capivaras, lagartos e tatus já mortos e mantidos em uma câmara frigorífica

iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na última segunda-feira (7) um homem acusado de ser caçador e de vender carnes exóticas de animais silvestres para restaurantes. O suspeito, identificado Paulo Sérgio Marinho, 40 anos, foi preso em Araruama, na Região dos Lagos.

Segundo os agentes, Paulo fornecia os animais para restaurantes de carnes exóticas e apreciadores de carne de caça. O criminoso caçava os animais por encomenda, na reserva florestal de Poços das Antas, e da Lagoa de Juturnaíba, na localidade de São Vicente, no município de Araruama.

Ainda de acordo com os policiais, foram apreendidas preás, capivaras, lagartos e tatus já abatidos, em uma câmara frigorífica que o criminoso tinha em casa. Também foram encontrados oito pássaros da espécie coleiro, redes invisíveis para captura de aves silvestres, armadilhas específicas para caçar capivaras, gambás, preás e tatus.

Os policiais recolheram também cartuchos para espingarda calibre 32, arma utilizada para caça predatória. Paulo foi preso em flagrante e autuado com base no estatuto do desarmamento na lei de crimes ambientais.

    Leia tudo sobre: animais silvestrescaça

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG