Preso no Paraguai o chefe do tráfico de drogas no Morro da Mangueira

Polegar foi detido enquanto dirigia pelas ruas de Pedro Juan Caballero. Ele é um dos líderes da maior facção criminosa do RJ

iG Rio de Janeiro |

Um dos traficantes mais procurados do Rio e líder da facção criminosa Comando Vermelho, Alexander Mendes da Silva, conhecido como Polegar, foi preso nesta quarta-feira (19) no Paraguai, na cidade de Pedro Juan Caballero. A prisão foi realizada pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai.

Leia também : Mulher de traficante Polegar é presa acusada de lavagem de dinheiro

De acordo com o órgão, Polegar foi detido pelos agentes enquanto dirigia seu carro, um Kia Cadenza prata, sem placa, pelas ruas da cidade. Ao ser abordado, o traficante apresentou um documento falso de identidade paraguaia, onde constava o nome de José Targino da Silva Junior.

Polegar foi encaminhado para uma carceragem da Senad de Pedro Juan Caballero, cidade fronteiriça com o Brasil, e, de lá, vai ser levado para a delegacia da Polícia Federal em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. Os agentes paraguaios também apreenderam uma caminhonete Toyota Hilux preta, de propriedade do traficante.

O serviço do Disque-Denúncia oferecia R$ 2 mil de recompensa por informações que ajudassem a prender Polegar. Ele é o chefe do tráfico de drogas no Morro da Mangueira, na zona norte do Rio, e fugiu da favela antes da ocupação policial para a instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

A Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro informou que, tão logo Polegar chegue ao Rio, pedirá imediatamente à Justiça a transferência do criminoso para um presídio federal fora do Estado.

A pasta informou que vinha mantendo contatos com a PF (Polícia Federal) nos últimos meses para trocar informações sobre a movimentação de bandidos do Rio em território paraguaio.

Fontes da polícia fluminense disseram acreditar que outros chefes do tráfico podem estar escondidos em países vizinhos, como Fabiano Atanásio da Silva, o FB, que controla a Vila Cruzeiro, na Penha, na zona norte, e Luciano Martiniano da Silva, o Pezão, que comanda o Complexo do Alemão.

No início deste ano, o traficante Luís Cláudio da Rocha Mero, conhecido como Berola e que comandava favelas no Rio, foi assassinado em território paraguaio.

    Leia tudo sobre: tráfico de drogaspolegarmorro da mangueiraparaguai

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG