Preso acusado de integrar bando de Jorgina de Freitas

Ex-Procurador Chefe do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Raimundo Linhares de Araújo, de 82, foi preso pela PF

AE |

selo

Foi preso, na última quinta-feira, o ex-Procurador Chefe do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Raimundo Linhares de Araújo, de 82 anos, acusado de integrar a quadrilha de Jorgina de Freitas, que fraudou o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na década de 1990, causando um prejuízo ao erário de mais de US$ 16 milhões, segundo a Polícia Federal (PF).

De acordo com a PF, o ex-Procurador Chefe, que já foi condenado a 11 anos de prisão pelos crimes de peculato e formação de quadrilha, foi encaminhado ao Presídio Ary Franco. A informação da prisão foi divulgada nesta segunda-feira.

No ano passado, as unidades do Rio de Janeiro e do Espírito Santo da Advocacia Geral da União (AGU) conseguiram recuperar mais de R$ 70 milhões em ouro, dólares e leilões de imóveis da fraudadora do INSS, Jorgina de Freitas.

    Leia tudo sobre: JORGINA FREITASINSS

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG