“Prêmio Rio Sem Preconceito” homenageia 12 personalidades

Gilberto Braga, Ricardo Linhares, Lea T e Lucinha Araújo estavam entre os contemplados da premiação, uma iniciativa do ativista Carlos Tufvesson e da Prefeitura

Priscila Bessa, iG Rio de Janeiro |

Ag.News
Louise Cardoso, a repórter Fernanda Honorato e o ex-BBB Daniel abrem evento sobre preconceitos
Carlos Tufvesson , estilista e titular da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual , promoveu junto com a Prefeitura do Município do Rio de Janeiro o “1º Prêmio Rio Sem Preconceito”, na noite de terça-feira (28), no teatro Oi Casa Grande, zona sul da cidade. Na ocasião, onde também foi celebrado o Dia Mundial do Orgulho de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, 12 cidadãos considerados emblemáticos na luta contra qualquer tipo de preconceito eleitos por um júri composto de jornalistas receberam troféus e foram homenageados.

Coube ao cantor Toni Garrido e a atriz Christiane Torloni comandarem a cerimônia, dirigida por Guilherme Piva e com cenografia de André Piva . As atrizes Zezé Motta e Louise Cardoso , a transexual Lea T , a repórter Fernanda Honorato , o babalaô Ivanir dos Santos e o ex-BBB Daniel participaram da premiação representando os diversos tipos de preconceitos, entre eles os de cunho religioso, étnico e sexual. “Meu nome é Daniel e eu sou bicha, veado e o que mais vocês quiserem. Gay assumido”, disse o ex-BBB, arrancando aplausos da plateia.

Em seguida, Tufvesson reiterou o objetivo da premiação e agradeceu à presença do prefeito do Rio, Eduardo Paes . O prefeito estava acompanhando do Chefe da Casa Civil do Estado do Rio de Janeiro, Régis Fichtner , enviado para representar o governador Sérgio Cabral . “O Rio é a cidade do não preconceito. Está sempre na frente e isso é resultado de políticas públicas. É uma cidade aberta que aceita tudo com bom coração”, disse Paes, pouco antes de assistir a cerimônia.

Ag.News
Lucinha Araújo recebe troféu das mãos de Christiane Torloni
Lucinha Araújo , Presidente da Sociedade Viva Cazuza, foi a primeira a subir ao palco para receber um dos troféus após discurso de Toni Garrido. “Vou chamar ao palco uma mulher cuja luta é contra o estigma que cerca uma doença covarde chamada Aids”, disse ele. Lucinha foi taxativa: “Quero falar uma coisa sobre preconceito. Quem me conhece sabe que sou muito radical. Acho que preconceito é falta de caráter e pronto. As pessoas nascem com caráter ou sem caráter aí o preconceito está alí embutido, seja ele de raça, de cor, de doença, social ou o que for”.

Christiane Torloni fez graça ao chamar ao palco o próximo contemplado, o deputado federal Jean Wyllys. "Ele é um brasileiro incansável que não é de brincadeira. É nordestino, gay e ex-BBB. Ou seja, acumula várias frentes para sofrer preconceito", disse ela.

Surpresas

Preta Gil não pôde receber o prêmio pessoalmente e, bem-humorada, enviou o amigo Mauricio Branco para receber o troféu em seu lugar. Mauricio anunciou que gravou a primeira cena de beijo gay masculino e irá ao ar dentro de duas semanas na TV Brasil.

Emocionado, Bruno Chateaubriand , que vive com o companheiro André Ramos há 14 anos, também surpreendeu ao revelar, enquanto agradecia por ser um dos contemplados, que esta dando entrada em um processo de adoção junto com o parceiro. ``Já há alguns anos estávamos pensando em adotar, mas tem todo um processo legal longo para se fazer. Já elegemos um advogado para isso e providenciamos alguns documentos. A única coisa que definimos é que queremos duas crianças, meninos, que sejam irmãos``, disse André ao iG .

Ag.News
Lea T: "Hoje, em todo mundo, a transexual não tem a oportunidade de trabalhar"

Entretanto, quem roubou a cena foi a transexual Lea T. Com a voz embargada, Lea começou a agradecer pelo troféu citando sua família, porém ficou sem palavras e precisou de alguns segundos para completar o discurso. Ela pediu que as famílias não abandonem seus filhos e ressaltou que hoje não há oportunidade de trabalho para transexuais. "Hoje, em todo mundo, a transexual não tem a oportunidade de trabalhar. O único trabalho que ela é forçada a fazer é ser prostituta. Nós temos que ter o direito de fazer uma escolha ao ser prostituta e não sermos obrigadas a isso``, afirmou.

Bom humor e musica

André Salem e Aloísio Abreu cantaram e apresentaram números cômicos. Brincadeiras a parte, eles chamaram a atenção para o preconceito de uma maneira geral, inclusive com os comediantes. "Nem toda mulata é passista e nem toda celebridade é artista", brincou Salem.

Bebel Gilberto veio de Nova York especialmente para fazer um pocket show. Emocionada, ela foi às lagrimas ao cantar "Preciso Dizer Que Eu Te Amo" de Cazuza , com quem fez um dueto histórico antes da morte do cantor. A cantora dedicou a música a Lucinha Araújo, a quem se referiu como uma segunda mãe. "Foi uma imensa emoção ver a Lucinha na primeira fila. Sou uma alma tão livre e odeio julgamento, o que sofro desde que nasci porque já era filha do meu pai ( Joao Gilberto )", afirmou ela ao iG , após o prêmio.

Ag.News
Bebel Gilberto se emocionou ao cantar perto de Lucinha Araújo
O elenco do musical "Hair", de Charles Moëller e Claudio Botelho, encerrou a noite com a apresentação de uma versão em português de ``Let The Sunshine In`` da banda The Fifth Dimension.

A seguir a lista dos vencedores :

Lucinha Araújo, Presidente da Sociedade Viva Cazuza

Jean Wyllys, deputado federal

Preta Gil, cantora

José Junior, coordenador da ONG Afroreggae

Bruno Chateaubriand, apresentador e socialite

Michael dos Santos, jogador do Vôlei Futuro

Nilton Bonder, rabino

Luciano Huck, apresentador e empresário

Lea T, transexual e modelo

Carlos Ayres Britto, ministro do STF

Gilberto Braga e Ricardo Linhares, autores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG