Prefeito promete mutirão de projetos no Complexo do Alemão

Para Eduardo Paes, operação policial na favela 'significa a refundação de partes da cidade'

iG Rio de Janeiro |

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, divulgou nota oficial nesta tarde de domingo (28) após a ocupação do Complexo do Alemão, conjunto de favelas na zona norte da cidade considerada uma das maiores fortalezas do tráfico carioca.

Paes agradeceu às forças de segurança e afirmou que a operação significa a "refundação" dessas regiões da cidade. Ele prometeu um mutirão de projetos da prefeitura nos Complexos do Alemão e da Penha, vizinho. "Não há limites de recursos da prefeitura para garantir condições de vida mais dignas à população dessas comunidades", afirmou. O local já está sendo contemplado com obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) desde 2008 no valor de R$ 498 milhões.

Confira a íntegra da nota do prefeito:

"Quero parabenizar e agradecer às forças de segurança do governo do Estado, em parceria com as tropas militares das Forças Armadas, pela reconquista dessas duas importantes comunidades do Rio - os Complexos do Alemão e da Penha - que, por tantos anos, viveram sob o domínio de marginais. As ações da Secreteria de Segurança ao longo de toda semana têm demonstrado a força e o grau de planejamento e integração com que o governo estadual tem combatido a criminalidade, combinando reações firmes, estratégia e políticas de pacificação. Estou muito orgulhoso como prefeito e carioca por esse momento histórico, que signfica a libertação de milhares de pessoas de bem que eram reféns de criminosos covardes. Significa a refundação de partes da cidade com a presença do Estado em territórios onde, durante anos, se fez presente um poder paralelo.

A prefeitura sempre apoiou e acreditou na política de segurança do governador Sérgio Cabral. O município prepara um mutirão de serviços e um conjunto de projetos para os Complexos do Alemão e da Penha, que vão resultar na melhoria da prestação de serviços e obras de urbanização para os moradores. Vamos apresentar amanhã esse nosso plano e aguardamos apenas o comando do secretário Beltrame sinalizando o momento para iniciarmos essa 'invasão de serviços', que será permanente. Afirmo que não há limites de recursos da prefeitura para garantir condições de vida mais dignas à população dessas comunidades."

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG