População de Teresópolis teme rompimento de represa

Moradores estão com medo que represa não suporte mais chuvas. Com troncos e tábuas, vítimas improvisam ponte

Agência Brasil |

A possibilidade de continuidade das chuvas na região serrana do Rio tem se tornado um pesadelo para muitos moradores de Teresópolis. Na localidade de Providência, às margens da BR-116, a população teme que uma represa localizada no alto do morro se rompa com um novo temporal e destrua ainda mais o local. 

Durante a chuva do último dia 12, o nível do Rio Paquequer, que corta a localidade, subiu e destruiu muitas casas e plantações na localidade. “Se essa represa se romper, vai destruir tudo o que resta”, disse a moradora Jaqueline Moreira, 19 anos.

 A enxurrada também destruiu a única ponte que ligava os dois lados do povoado. Neste domingo, um grupo de moradores e voluntários trabalhava para construir uma pequena ponte improvisada sobre o rio Paquequer, feita de troncos e tábuas de madeira. Até sábado, os moradores da localidade tinham que recorrer a um pequeno barco, amarrado numa corda, para deixar a área isolada.

“Tem muita família que mora aqui e não tem para onde ir. A gente sabe que qualquer aguazinha vai levar isso de novo. Mas, pelo menos por enquanto, o pessoal pode passar e buscar comida”, disse José Chaves, 50 anos, enquanto martelava um prego na tábua de madeira para concluir a ponte.

A própria BR-116, que liga Teresópolis a Além Paraíba, em Minas Gerais, sofreu muito com a chuva e a cheia do Rio Paquequer. Deslizamentos de terra e rochas deixaram a rodovia em meia pista em vários pontos. Em alguns trechos, o asfalto cedeu.

Veja imagens da destruição causada pela chuva:

    Leia tudo sobre: chuvateresópolisrepresa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG