Policiamento é reforçado em favela após morte de cinegrafista da Band

Corpo de Gelson Domingos vai ser enterrado às 14h no cemitério Memorial do Carmo

AE |

selo

A Polícia Militar reforçou nesta segunda-feira (7) o patrulhamento na região da Favela de Antares, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro, após a morte do cinegrafista da TV Bandeirantes Gelson Domingos da Silva, de 46 anos, ocorrida ontem. Segundo a corporação, soldados do 27º BPM (Santa Cruz) estão no local.

Reprodução Facebook
Gelson Domingos fazia a cobertura jornalística da operação policial quando foi baleado
Leia também: Cinegrafista da Band é baleado e morre em operação policial no Rio

O repórter cinematográfico morreu com um tiro de fuzil no peito, durante um tiroteio entre traficantes e policiais militares. O corpo de Gelson será enterrado nesta segunda-feira, às 14h, no cemitério Memorial do Carmo, no Caju, zona portuária da capital fluminense.

Durante a incursão na Favela de Antares, nove pessoas foram presas e quatro morreram, segundo balanço divulgado pela PM. Foram apreendidos um fuzil AR-15, três pistolas, quatro carregadores de fuzil e três de pistola, cinco rádios transmissores, além de um quilo de maconha e mais 1,5 mil trouxinhas da droga, 2 mil papelotes de cocaína e cem pedras de crack. A polícia ainda aprendeu R$ 3,1 mil em dinheiro, dez motocicletas e um celular.

Assista ao vídeo com o momento em que cinegrafista é baleado:

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG