Policiais farão assembleia para decidir greve no RJ

Os bombeiros e os policiais civis do Rio de Janeiro farão nesta segunda-feira assembleias para decidir o rumo da paralisação das categorias no Estado

AE |

selo

Os bombeiros e os policiais civis do Rio de Janeiro farão nesta segunda-feira assembleias para decidir o rumo da paralisação das categorias no Estado.

Às 14h, no Sindicato da Polícia Civil (Sinpol), a reunião vai avaliar a greve deflagrada no último dia 10 de fevereiro e às 18h no Sindsprev, a assembleia geral unificada será realizada entre representantes das polícias civil e militar e bombeiros para decidir os rumos do movimento grevista na Segurança Pública.]

Leia também : Sindicato da Polícia Civil do Rio anuncia suspensão da greve

No dia 8 de fevereiro, segundo a polícia, o Sinpol protocolou documento na Secretaria de Segurança e no Palácio Guanabara para que o governo cumpra a Constituição Estadual no que se refere a jornada de trabalho de 40h semanais e ao pagamento do auxílio transporte de R$ 350 mensais.

Na última sexta-feira, primeiro dia da greve, o governador Sérgio Cabral anunciou, através de aditamentos às mensagens aprovadas na Alerj, que o Estado pagaria um vale transporte de R$ 100 por mês a todos policiais civis, militares e bombeiros, além do pagamento de horas excedentes, mediante remuneração adicional.

Leia também : Greve é destaque na imprensa internacional

O Sinpol considera insuficiente o auxílio transporte de R$ 100, mas o pagamento das horas excedentes acima de 160 horas mensais já é um avanço, atendendo antiga reivindicação dos policiais civis.

    Leia tudo sobre: grevepolícia civilpolícia militarbombeiros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG