Políciais civis são presos em operação no Rio

Agentes são suspeitos de integrar suposta quadrilha suspeita de aplicar o golpe da clonagem de cartões de crédito

Daniel Gonçalves, especial para o iG |

A Polícia Civil prendeu três agentes da própria corporação nesta segunda-feira durante a operação Traidor, que tem o objetivo de combater uma suposta quadrilha suspeita de aplicar o golpe da clonagem de cartões de crédito. Um bombeiro também foi detido. Foram expedidos 12 mandados de prisão.

Entre os presos, dois seriam agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA). Eles também são acusados de passar informações sobre operações policiais para traficantes do Complexo do Alemão, zona norte.

A ação criminosa de clonar cartões em caixas eletrônicos é conhecida como chupa-cabra. Uma máquina é instalada para roubar dados e as senhas dos clientes.

Segundo a polícia, o chefe da quadrilha é Clóvis Lima de Oliveira. Os detidos serão levados para a Corregedoria Interna, na Gamboa, Centro do Rio de Janeiro.

A Justiça expediu 19 mandados de buscas e apreensão que serão cumpridos em municípios da Baixada Fluminense, na cidade de Niterói e no bairro de Olaria, zona norte da capital fluminense.

    Leia tudo sobre: policia civiloperaçãoclonagem de cartão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG