Polícia quer ouvir policial sobre morte de traficante

Após divulgação de vídeo que mostra a morte de traficante com um tiro a distância, investigação é retomada

AE |

A polícia deve chamar para prestar esclarecimentos o policial militar que vigiava o prédio abandonado do Hospital IV Centenário, em Santa Teresa, centro do Rio de Janeiro, de onde possivelmente partiu o tiro que matou o traficante Alex Martiniano da Silva, de 31 anos. O vídeo da execução foi divulgado no site YouTube na semana passada.

null"O delegado já nos comunicou informalmente que irá solicitá-lo para prestar depoimento, mas a data ainda não foi marcada", disse o comandante do 1º Batalhão de Polícia Militar do Estácio, coronel Cesar Tanner. No mesmo mês do crime, em setembro do ano passado, o policial registrou na 7ªDP que a fachada do hospital foi atingida por vários tiros.

O comandante disse que até o momento não abriu procedimento interno, pois não há provas do envolvimento do policial com o crime. "Primeiro, a perícia precisa determinar que o disparo realmente partiu do prédio do hospital e isto é uma tarefa da Polícia Civil", disse o coronel.

No vídeo, três homens descontraídos escolhem um entre três traficantes armados no morro, fazem a contagem e atiram. Ao final, eles comemoram a morte da vítima.

    Leia tudo sobre: Traficanteexecução

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG