Três pessoas morreram na queda da aeronave. No mesmo dia, confrontos deixaram mais de dez vítimas no Rio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou nesta segunda-feira a identificação das 20 pessoas suspeitas de liderar o ataque que abateu um helicóptero da Polícia Militar durante um confronto entre facções rivais, em outubro do ano passado, no morro dos Macacos, na zona norte do Rio. Na queda do aeronave, três policiais foram mortos. No mesmo dia, os confrontos deixaram mais dez vítimas.

De acordo com o delegado Carlos Henrique Machado, da 25ª Delegacia de Polícia, entre os suspeitos estão Alexander Mendes da Silva, o Polegar, chefe do tráfico no Morro da Mangueira, e o traficante Fabiano Atanásio.

Todos devem ser indiciados nos próximos dias e são acusados de fazerem parte do grupo suspeito de liderar o tráfico de drogas na Mangueira, complexos da Penha e do Alemão, Manguinhos, Mandela, Jacarezinho e morro São João, na zona norte da cidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.