Polícia procura suspeito de participar de tiroteio em Laranjeiras

Troca de tiros levou pânico às ruas da zona sul na madrugada desta quarta-feira

Bruna Fantti, iG Rio de Janeiro |

Policiais civis procuram pelo terceiro integrante de um grupo apontado por roubar carros na zona sul do Rio de Janeiro e que participou de um tiroteio, na madrugada desta quarta-feira (23), com policiais civis e militares em Laranjeiras, na zona sul da cidade, após uma perseguição de 12 km.

O homem, identificado como Rodrigo Manduca Medeiros, de 26 anos, seria integrante de um trio suspeito de, só no mês passado, ter roubado nove veículos nos bairros de Botafogo, Laranjeiras, Humaitá, Catete e Cosme Velho.

Segundo o delegado Pedro Paulo Pinho, delegado titular da 9ª (Catete), Medeiros teria participado de uma troca de tiros que levou pânico aos moradores de Laranjeiras na madrugada desta quarta-feira e que deixou dois dos supostos assaltantes feridos, um em estado grave.

Celular com rastreador localizou assaltantes

Ao iG , Pinho disse que as investigações tiveram seu desenrolar madrugada da última segunda-feira, após uma vítima registrar o roubo de um veículo, modelo Fiat Punto. Os assaltantes também levaram objetos pessoais da motorista, entre eles um celular com um aplicativo de rastreamento.

Os agentes, então, conseguiram localizar o celular no morro do Cerro-Corá e, prevendo que o trio agiria novamente, fizeram uma operação com carros descaracterizados nas saídas do morro.
Segundo o delegado, às 1h10 desta madrugada, dois policiais que estavam na operação viram três homens descerem o morro com o Fiat Punto roubado, na Ladeira dos Guararapes - um dos acessos à comunidade localizada no Cosme Velho.

Os agentes começaram a perseguir os assaltantes para realizar um flagrante, mas, segundo a polícia, após passarem pelos bairros da Lagoa, Humaitá e Botafogo, o trio percebeu que estava sendo seguido e resolveu retornar ao morro por outro acesso.

Segundo Pinho, na rua das Laranjeiras, o inspetor Figueiredo, que participava da perseguição, acionou o giroscópio da viatura sinalizando para o veículo parar. Foi quando começou o tiroteio, na altura do Instituto Benjamin Constant.

“O inspetor atirou em um pneu do Fiat e os bandidos além de atirarem contra a viatura, atiraram em um Vectra que vinha na contramão com o intuito de ferir o motorista para a viatura socorrer o ferido”, disse o delegado.

O motorista do Vectra não foi atingido pelos tiros e a perseguição continuou em direção ao bairro do Cosme Velho. Uma viatura da polícia militar, que estava baseada na subida para o Corcovado, se juntou aos policiais civis que conseguiram abordar os assaltantes em frente ao Hospital Adventista Silvestre, no Cosme Velho.

Assaltos seriam reflexo de UPPs, afirma delegado

Foram presos Anderson dos Santos Jesus, de 34 anos e Dahran Nascimento, de 18 anos. O mais velho está internado em estado grave no Hospital Adventista, devido a um tiro de fuzil que atingiu sua cabeça. Já Nascimento está em observação no Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro. Medeiros foi identificado através de testemunhas e é considerado foragido.

O delegado acredita que, com a prisão desse grupo, o roubo de veículos na zona sul terá uma queda brusca. “Eles eram responsáveis por cerca de 90% dos roubos nos bairros e são um reflexo das UPPs. Sem o tráfico e sem fuzil, quem quis continuar no crime teve que usar pistola e roubar pedestres e carros. Mas agora estão presos”, afirmou.

Até agora já foram instaladas na zona sul quatro UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), além de unidades localizadas em bairros próximos, como a UPP do Rio Comprido, Santa Teresa e São Carlos.

    Leia tudo sobre: tiroteiozona sullaranjeiras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG