Polícia prende traficante que comandava várias favelas no Rio

Naíba é suspeito de liderar o tráfico na Cidade de Deus e em comunidades da Baixada Fluminense

iG Rio de Janeiro |

Fabiano Rocha / Agência O Globo
Naíba foi preso no Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias
A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu no último fim de semana um dos traficantes suspeitos de ser um dos líderes da facção criminosa Comando Vermelho (CV): Sandro Batista Rodrigues, de 41 anos, conhecido como Naíba.

Naíba estava foragido do sistema penitenciário desde 2002. Contra ele havia 18 mandados de prisão pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas e roubo. Ele foi preso na casa de parentes, no Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Naíba, segundo as investigações, é responsável pelo tráfico de drogas na localidade do Karatê, Favelinha, Casinha, Rocinha 2, comunidades situadas na Cidade de Deus, em Jacarepaguá, na zona oeste da capital, além das localidades conhecidas como Corte 8 e Centenário, ambas no Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias.

Segundo o delegado Fábio Asty, responsável pela prisão do traficante, as investigações duraram cerca de um ano e meio e descobriu o envolvimento do criminoso na venda de entorpecentes a varejo usando mototáxis e mulheres que moravam nas comunidades.

“Acredito que ele chegava a movimentar o montante de cerca de R$ 400 mil por semana no Karatê e no Complexo da Mangueirinha”, comentou o delegado, acrescentando a atuação do bandido também em roubos de carros e bancos.

Antes da ocupação do Complexo da Penha em novembro pela Força de Pacificação do Exército, Naíba estava escondido no local e administrava as bocas de fumo do morro da Fé.

Naíba também era responsável pelo tráfico de drogas no Morro do Machado, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, em sociedade com o traficante, Luiz Carlos Nese José, conhecido como Olho de Vidro.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG