Polícia prende suspeitos de fraudar seguro-desemprego no Rio

Na casa da mulher apontada como líder da quadrilha foram encontrados cerca de 600 cartões cidadão

iG Rio de Janeiro |

A polícia prendeu nesta segunda-feira (20) uma mulher suspeita de liderar um esquema de fraudes no seguro-desemprego em uma casa na rua Eugenio Soares, em Mesquita, na Baixada Fluminense. Agentes da Delegacia Fazendária encontraram na residência 600 cartões cidadão, carimbos falsificados de várias empresas e dezenas de carteiras de trabalho. As investigações da operação ‘Justa Causa’ apontam lucro de R$ 5 milhões para os criminosos. Cerca de 200 trabalhadores foram lesados.

Segundo a polícia, a mulher abordava trabalhadores na Superintendência Regional do Trabalho do município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, prometendo acelerar o pedido de seguro-desemprego.

A documentação das vítimas era alterada para aumentar o valor do benefício. A primeira parcela ficava com a quadrilha. De acordo com a polícia, para garantir o pagamento o bando ficava com a carteira de trabalho e o cartão cidadão da vítima.

Outras três pessoas também foram presas, entre eles a chefe da quadrilha e o ex-marido dela, que é funcionário público. Todos serão indiciados por estelionato, corrupção ativa e passiva e formação de quadrilha. Seis mandados de prisão e 13 de busca e apreensão foram expedidos. A ação criminosa contou com a ajuda de um funcionário do Sistema Nacional de Empregos de Vilar dos Teles, que inseria dados falsos no sistema sobre dispensa de empregados ou majoração de valores de salário.

    Leia tudo sobre: fraudeseguro-desemprego

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG