Polícia prende jovem de classe média que vendia drogas em sistema "delivery"

Philippe Haubrichs gostava de ser chamado de Johnny, em alusão à história do filme "Meu nome não é Johnny"

iG Rio de Janeiro |

Agência O Globo
Traficante gostava de ser chamado de Johnny; com ele a polícia apreendeu meio quilo de cocaína, joias e dinheiro
Policiais prenderam na madrugada deste domingo (10) Philippe Mureb Haubrichs, de 27 anos, jovem filho de um empresário e de uma aposentada que afirma ser a "ovelha negra" da família. Ele transportava meio quilo de cocaína pura, pela qual teria pago R$ 7 mil, e ainda tentou subornar policiais oferecendo joias, relógios e dinheiro.

De acordo com investigações da Superintendência de Inteligência do Sistema Penitenciário (Sinpen), Philippe oferecia a usuários de drogas um tratamento especial: entregava as encomendas na casa das pessoas, que faziam o pedido dos entorpecentes pelo celular do traficante.

Philippe gostava de ser chamado de Johnny, em referência ao filme " Meu nome não é Johnny ", que conta a vida de um jovem de classe média que acaba preso por traficar drogas na zona sul do Rio nos anos de 1990.

Alexandra Silva do Nascimento Cavalcanti, 34 anos, também foi presa. Segundo policiais, ela é namorada de Philippe. Alexandra dirigia um Agile e foi presa junto com Philippe na porta da casa do rapaz. Ele estava na frente em um Hyundai i30, onde havia escondido a cocaína apreendida embaixo de um dos bancos.

A polícia diz que a droga foi comprada na Favela Furquim Mendes, no Jardim América, na zona norte do Rio. Com o casal foram apreendidos dois celulares, além de cordões de ouro, um relógio, dois celulares, R$ 968 em espécie, além de 22 cartões de banco e de lojas de departamento, que a polícia acredita que podem ser clonados. O caso foi registrado na delegacia da Barra da Tijuca (16ª DP).

Assista ao vídeo sobre o caso: 

Caso não consiga ver este vídeo, clique no link abaixo para assistir na TV iG: 

Tráfico de drogas em domicílio no Rio

    Leia tudo sobre: drogastraficanteclasse médiaentrega em casacocaína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG