Polícia prende dois em ação contra pirataria em camelódromo do Rio

Na operação, agentes também apreenderam roupas e acessórios falsificados

iG Rio de Janeiro |

Márcia Foletto / Agência O Globo
Policiais recolhem material falsificado no mercado popular da Uruguaiana
Duas pessoas suspeitas de envolvimento com falsificação de mercadorias foram presas nesta segunda-feira (28) durante uma operação da Polícia Civil no mercado popular da Uruguaiana, no centro do Rio de Janeiro. Coordenada pela Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), a ação teve como objetivo combater a venda de produtos piratas no camelódromo.

“A gente está aqui pra colocar ordem e combater a pirataria. Vários comerciantes vieram conversar comigo, dizer que estão trabalhando de maneira legal, com produtos legais. Esses nós não vamos incomodar. Agora aquele que estiver trabalhando com produto pirata irá sentir o peso da Polícia Civil”, disse o delegado Alessandro Thiers.

Além dos detidos, os policiais apreenderam na ação tênis, relógios, skates, materiais esportivos e roupas pirateados. Por causa da operação, a maioria dos boxes do mercado popular não abriu nesta segunda-feira. De acordo com Thiers, isso não vai evitar a continuidade da fiscalização.

“A gente não vai sair daqui, vamos ficar aqui direto. Se tiver pirataria aqui dentro, ou a pessoa vai abandonar [a loja] ou não vai vender. A gente não vai sair daqui da Uruguaiana. Ficaremos por tempo indeterminado”, afirmou o delegado.

Segundo Thiers, as ações na Uruguaiana serão intensificadas em dias e horários aleatórios. Há cerca de um mês, agentes da mesma delegacia estiveram no camelodrómo. Na ocasião, todos os cerca de 1,5 mil boxes foram fechados para a fiscalização. O material apreendido lotou 11 caminhões.

*com Agência Brasil

    Leia tudo sobre: piratariacamelódromoUruguaiana

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG