Polícia prende acusado de participação em queda de helicóptero

Homem integraria grupo que, em 2009, comandou uma invasão ao Morro dos Macacos, na zona norte do Rio de Janeiro

iG Rio de Janeiro |

Acusado de envolvimento na tentativa de invasão ao Morro dos Macacos, em Vila Isabel, em 2009 - que terminou com  a queda de um helicóptero da PM e na morte de dois policiais militares -, Luiz Carlos Santino da Rocha, o 'Playboy', de 34 anos, foi preso na noite de sábado (11).

Segundo a polícia, ele estava em uma casa na Rua Canitá, na Favela da Fazendinha, uma das que integram o Complexo do Alemão. Contra ele a Justiça já expediu três mandados de prisão. Luiz Carlos é considerado foragido desde 2009 quando fugiu enquanto cumpria pena por roubo em regime semiaberto.

O Ministério Público do Estado acusa Luiz Carlos de ser um dos quatro traficantes que participaram da queda do helicóptero e da morte dos PMs. Ele foi denunciado pelo crime em setembro de 2010.

Ele acabou preso em flagrante por apresentar documentos falsos. Na tentativa de enganar a polícia, entregou a carteira de identidade de um de seus irmãos.

Policiais chegaram até o acusado com a ajuda de uma denúncia anônima. A prisão foi realizada por volta das 20h deste sábado por policiais da delegacia de Bonsucesso (21ª DP), que tiveram apoio de PMs do batalhão da Maré (22º BPM).

Após ser preso, Luiz Carlos admitiu ser foragido da Justiça, mas negou participação na queda do helicóptero da PM em outubro de 2009.

Relembre o caso

No dia 17 de outubro de 2009, 12 pessoas morreram (10 acusadas de serem criminosas e dois policiais militares) durante uma troca de tiros entre quadrilhas rivais no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na zona norte do Rio.

Durante o confronto, traficantes atingiram a hélice de um helicóptero da Polícia Militar que, em chamas, caiu dentro da vila Olímpica instalada em um dos acessos ao Morro dos Macacos.

A aeronave explodiu e dois policiais que estava tripulados morreram carbonizados. Outros quatro pms que também estava embarcados conseguira se salvar. Tiveram apenas ferimentos. Na ocasião, oito ônibus foram incendiados em diferentes pontos da cidade, em outra ação dos traficantes.

Quatro suspeitos do crime foram denunciados pelo MP no ano passado. O MP pediu a prisão preventiva de Fabiano Atanásio da Silva, o "FB", Leandro Domingos Berçot, o "Lacoste", Luiz Carlos Santino da Rocha, o "Playboy" e Magno Fernando Soeiro Tatagiba de Souza "Magno da Mangueira".

Eles foram denunciados por triplo homicídio qualificado, seis tentativas de homicídio qualificado e associação armada para o tráfico de drogas.


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG