Polícia prende 12 suspeitos de integrar grupo de extermínio no Rio

Criminosos agiam na Baixada Fluminense. Recebiam de R$ 1 mil a R$ 3 mil para matar mas também atuavam como justiceiros

iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu neste domingo (25) 12 pessoas suspeitas de integrar um grupo de extermínio que agia em municípios da Baixada Fluminense, principalmente em Japeri.

Leia também : Milícia presa na Baixada sequestrou traficantes e pediu R$ 6 mil de resgate

De acordo com as investigações, a quadrilha recebia de R$ 1 mil a R$ 3 mil para cometer assassinatos. Os bandidos também agiam como "justiceiros" e matavam pessoas que praticavam roubos ou consumissem drogas na localidade de Jardim Delamare, em Japeri, e também no município de Queimados.

A polícia tem informações de que, desde 2008, o bando teria sido responsável por ao menos dez homicídios, muitos deles por motivos banais. Os assassinatos eram cometidos durante o dia mesmo.

Em um dos crimes, o grupo foi contratado para matar uma grávida e o marido. Segundo as investigações, o casal morava em uma casa alugada e não queria sair. O dono do imóvel, então, ofereceu dinheiro ao bando para executar as vítimas.

Dos 12 presos, onze eram homens e uma mulher. Eles vão responder pelos crimes de homicídio e formação de quadrilha. Três suspeitos ainda continuam foragidos.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG