Polícia pede prisão preventiva de casal suspeito de torturar menina na Rocinha

Garota de sete anos disse que teve uma das mãos queimadas no fogão pela mãe e padrasto por ter sido acusada de sumir com R$ 20

iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil do Rio de Janeiro pediu nesta quarta-feira (25) à Justiça a prisão preventiva da mãe e do padrasto de uma menina de sete anos que sofreu suposta tortura na noite de ontem (24) na favela da Rocinha, na zona sul.

Segundo o delegado Fábio Barucke, da 15ª DP (Gávea), a garota contou que o casal colocou uma das mãos dela no fogão sob alegação de que a criança teria sido responsável pelo suposto desaparecimento de R$ 20 que a mãe teria deixado na cozinha.

A mulher, de acordo com o policial, confessou posteriormente que achou o dinheiro, que tinha caído atrás da geladeira.

O casal negou as acusações de tortura. Os dois disseram que a menina se queimou sozinha quando brincava com fogo.

A menina contou ainda para a polícia que sofria agressões constantes, entre elas, ter os pés colocados em um ventilador em movimento. A garota ficará sob guarda de uma tia, segundo o delegado.

O casal foi indiciado pelos crimes de tortura e abandono intelectual em razão de a menina, embora tenha sete anos, não estar na escola.

    Leia tudo sobre: torturacriançaRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG