Benoni Alencar, de 66 anos, foi encontrado morto ontem em sua casa na cidade de Casimiro de Abreu. Há suspeitas de estrangulamento

selo

Policiais da delegacia de Casimiro de Abreu (121ª DP), no interior fluminense, investigam se o jornalista Benoni Alencar, de 66 anos, que foi encontrado morto na última terça-feira (27) em sua casa, tenha sido assassinado.

Agentes da unidade receberam informações de que Benoni foi morto por enforcamento mas aguardam receber o laudo do IML (Instituto Médico Legal). Os policiais investigam também a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte)  já que o computador do jornalista e uma quantia em dinheiro foram roubados.

Nascido no Piauí, muito ativo na luta contra a ditadura militar, Benoni trabalhou no Jornal do Brasil e em O Globo, criou jornais de bairro e foi fundador de núcleos do PT (nos anos 80) e do PSOL (recentemente). Com dificuldades motoras decorrentes de um derrame, ainda militava pelas causas populares e ecológicas.

O corpo do jornalista foi enterrado na tarde de hoje, em Rio das Ostras, no litoral fluminense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.