Polícia investiga possível execução de jovem por segurança de boate

Segundo amigos, adolescente foi atingido por tiro disparado por segurança. Socorrido, foi encontrado morto com mais dois tiros

iG Rio de Janeiro |

Reprodução
Jovem teria sido morto por segurança de boate, na madrugada do último domingo
Será enterrado às 11h30 da manhã desta segunda-feira (26), no cemitério do Catumbi, na Zona Norte do Rio, o corpo do estudante Ruan Alves de Macedo, de 18 anos.

Segundo amigos, na madrugada do último domingo, ele foi atingido por um tiro disparado por um segurança do Clube Oposição, boate localizada no bairro Abolição, também na Zona Norte da cidade.

Ainda segundo testemunhas, Ruan foi colocado dentro de um carro pela própria equipe de seguranças do local que se responsabilizou pelo socorro. No entanto, o corpo do jovem foi encontrado na manhã seguinte com mais outros dois tiros em Tomás Coelho, bairro próximo.

Tumulto após ciúmes

A denúncia está sendo investigada por policiais da Delegacia de Homicídios (DH), que já realizaram uma perícia preliminar na boate e no local onde foi encontrado o corpo do rapaz.

Leia também : Polícia faz operação na Vintém

De acordo com os policiais, amigos contaram que um dos colegas de Ruan teria abordado uma jovem que seria namorada de um dos seguranças da casa. O segurança, então, teria sacado a arma e apontado para o grupo onde estava Ruan. O jovem teria empurrado o segurança, que fez o disparo.

O tiro, segundo testemunhas, teria atingido o rosto de Ruan, que foi socorrido pela equipe de segurança da boate em um carro, sem nenhum conhecido do rapaz. No entanto, Ruan não foi internado em nenhum hospital e seu corpo foi encontrado na manhã seguinte, com mais dois tiros, em uma rua do bairro Tomás Coelho, também na Zona Norte.

Ainda segundo a polícia, o chão da boate foi lavado o que pode dificultar o resultado da perícia. O corpo do adolescente está sendo velado na capela C do cemitério do Catumbi. Dois suspeitos já foram identificados pela polícia, mas ainda não foram localizados. O clube foi interditado.

    Leia tudo sobre: boateexecuçãohomicídio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG