Polícia investiga morte de menino de 3 anos em hospital no Rio

Criança passou por duas cirurgias e morreu após parada cardiorrespiratória

iG Rio de Janeiro |

Policiais civis investigam a morte de um menino de 3 anos ocorrida na segunda-feira (30) em um hospital no bairro do Andaraí, na zona norte do Rio de Janeiro. Familiares da vítima alegam que a criança foi internada pela manhã para duas cirurgias consideradas simples, de adenóide e fimose, e morreu no início da noite.

Em depoimento, os parentes disseram que Enzo Dellacio Ribeiro da Silva chegou ao Hospital Samci por volta das 6h. As operações teriam terminado às 11h e o menino foi encaminhado para o quarto. Após dormir a tarde inteira, a criança morreu às 18h em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

"A gente não sabe o que pode ter acontecido", disse o pai da vítima, Márcio Anderson Ribeiro da Silva. "Se deram algo para meu filho e ele faleceu, eu não sei. Não sou médico. A única coisa que eu sei é que daqui a algumas horas vou enterrar meu filho", completou.

Os familiares de Enzo acusam a unidade de negligência. Segundo eles, a médica responsável pelo hospital teria deixado o local às 17h e assinado o atestado de óbito às 23h. Nesse intervalo, ela teria ido ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio, onde também estava de plantão. Na ausência da médica, uma enfermeira teria ficado responsável pelo hospital.

"Um hospital onde quem responde é uma enfermeira não é hospital", reclamou a tia do menino, Janayna Ribeiro.

O caso foi registrado na 19ª DP (Tijuca). O corpo da vítima que já havia sido liberado voltou para o Instituto Médico Legal (IML) por ordem da polícia. Um exame foi realizado para identificar as causas da morte. Os médicos envolvidos nas cirurgias vão ser convocados a prestar depoimento. A reportagem procurou o Hospital Samci, mas não obteve retorno.

"Falei com o responsável pela unidade ao telefone e ele se prontificou a ajudar de todas as formas possíveis na investigação", informou o delegado de plantão, Leonardo Luís Macharet.

Assista ao vídeo sobre o caso:

    Leia tudo sobre: investigaçãomortemeninonegligênciaerro médico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG