Polícia investiga morte de diretor de cinema no Rio

Mulher dele foi encontrada desacordada ao seu lado e morreu a caminho do hospital. Segundo a Polícia Civil, cineasta teve um AVC

iG Rio de Janeiro |

Reprodução do Facebook
Emiliano foi achado morto na manhã da última terça-feira (12), no Itanhangá
Policiais civis da 16ª DP (Barra da Tijuca) investigam a morte do diretor e produtor de cinema Emiliano Ribeiro, de 63 anos, achado morto na manhã desta terça-feira (12), em seu apartamento, no bairro do Itanhangá, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil,  Emiliano morreu em consequência de um Acidente Vascular Cerebral.

Sua mulher, Karla Hansen, de 43 anos, que estava ao lado dele, passou mal e foi socorrida por familiares. De acordo com o delegado Fernando Magalhães, ela foi levada para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde chegou sem vida. A polícia informou que Karla morreu devido a um edema nos pulmões provocado por uma miocardiopatia (problema no coração).

Fernando informou que aguarda o laudo do IML (Instituto Médico Legal) para saber qual foi a causa da morte de Karla. Ele disse que vai ouvir testemunhas para esclarecer o caso.

Emiliano dirigiu dois longas-metragens: “As meninas” (1996) e “Condenado à liberdade” (2001). Em 2006, ele atuou como produtor-executivo do filme “Gatão de meia idade”, de Antônio Carlos de Fontoura.

    Leia tudo sobre: investigaçãomortediretor de cinemaenfarte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG