Polícia indicia artista plástico acusado de matar universitário no Rio

Crime foi cometido com um cinto cravejado de objetos pontiagudos

iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil indiciou um artista plástico acusado de matar um estudante com um cinto no bairro da Gávea, zona sul do Rio de Janeiro. O suspeito vai responder pelo crime de homicídio doloso (quando há a intenção de matar).

O crime aconteceu no dia 23 de agosto deste ano e foi registrado pelas câmeras de segurança de um shopping. O estudante de belas artes e cinema Arthur Efraim Fernandes de Moura, de 24 anos, saía do centro comercial quando foi atingido na parte de trás do pescoço por um golpe com um cinto cravejado de objetos pontiagudos.

Segundo investigações feitas pela polícia, a briga teria sido premeditada e motivada por ciúme. Testemunhas relataram que o artista plástico havia feito provocações a Arthur e sua namorada durante um evento no shopping.

Após ser ferido, o universitário foi encaminhado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro da capital fluminense. Ele ficou internado por dez dias no CTI da unidade, mas não resistiu e morreu. A conclusão do inquérito policial foi encaminhado ao Ministério Público.

    Leia tudo sobre: homicídioassassinatoviolênciaagressão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG