Polícia faz varredura no Complexo da Maré

Pelo menos cinco suspeitos foram mortos durante troca de tiros em operação policial realizada pela manhã no Rio

Sabrina Lorenzi, iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil do Rio de Janeiro fez neste domingo uma varredura no Complexo da Maré, bairro que reúne várias favelas na Zona Norte da cidade. Com pelo menos 250 efetivos, a polícia chegou ao local por volta de 6h e foi alvo de intensos tiroteios. Seis pessoas morreram – cinco supostos traficantes e uma pessoa ainda não identificada – e duas foram presas. Entre os mortos está o traficante Alessandro Francelino dos Santos, o Pitoco. Ele era acusado de ser o assassino de André Alexandre Azevedo, o André Az, repórter fotográfico do jornal "O Dia", morto em fevereiro do ano passado, numa tentativa de assalto na Avenida Brasil.

AE/WILTON JUNIOR
Helicóptero usado em operação sobrevoa área no Complexo da Maré

Pitoco, líder de uma quadrilha da região, era um dos principais alvos da polícia na operação. Além dele, a polícia tentava desbaratar quadrilhas que controlam a venda de drogas na região e promovem assaltos a motoristas de carros e motos nos arredores da Ilha do Governador e Bom Sucesso. Segundo Marcelo Rosa, um dos policiais da operação, o bando de Pitoco era composto por 11 membros. Ele disse que a polícia ainda não sabe se todos os mortos pertenciam à mesma quadrilha.

Entre os objetos apreendidos estão 24 motocicletas e dez automóveis, além de 1.500 sacos de cocaína, seis quilos de maconha, três pistolas, um fuzil, cinco carregadores, 162 munições de pistola, 30 munições de fuzil, quatro granadas e até uma toca de ninja.

AE/WILTON JUNI0R
Policiais fizeram apreensões e mataram cinco suspeitos durante ação em favelas do Rio
A operação, coordenada pela Subchefia Operacional da Polícia Civil do Rio, teve apoio de um helicóptero que sobrevoava o local. Por causa da troca de tiros, o trânsito chegou a ser interditado na Linha Vermelha, no sentido centro, e os motoristas tiveram que usar a Avenida Brasil para chegar à região.

Pelo menos 16 comunidades integram o Complexo da Maré, entre elas o Morro do Timbau, Parque União, Nova Holanda, Praia de Ramos, Conjunto Esperança 1982: Vila do João e Vila do Pinheiro. O bairro fica localizado à margem da Baía de Guanabara e foi originalmente ocupado por barracos e palafitas há mais de um século. A operação ficou concentrada nas favelas Parque União, onde um dos suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas foi morto, e na Nova Holanda, onde quatro suspeitos foram atingidos, chegaram a serem levados para o hospital, mas já chegaram mortos.

*Com informações da Agência Estado e Agência Brasil

    Leia tudo sobre: PolíciaRioComplexo da Maré

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG