Material foi colhido de HD achado queimado na casa do atirador

Fotos foram recolhidas de HD que foi achado queimado na casa do atirador
Divulgação/Secretaria de Segurança Pública
Fotos foram recolhidas de HD que foi achado queimado na casa do atirador
A Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro divulgou nesta sexta-feira (15) sete fotos de Wellington Menezes de Oliveira, autor do massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste, no último dia 7. Em cinco delas, o atirador aparece segurando armas.

A pasta divulgou também oito textos supostamente escritos por Wellington. Alguns apareceram com os títulos de "Morte e Ressureição", "Inferno", "Jesus não falou com mortos" e "Morte e Ressureição". Os outros manuscritos citam trechos da Bíblia e falam sobre animais. A Secretaria também divulgou vídeos do matador de Realengo.

Segundo a pasta, o material foi recolhido de um HD que foi achado queimado na casa de Wellington, em Sepetiba, na zona oeste.

Wellington aparece barbado em cinco das fotos. Em uma delas, ele está com os dois braços esticados para o lado e, em cada uma das mãos, segura armas. Em uma outra, o atirador aponta a arma para a própria cabeça.

Há duas fotos em que Wellington aponta uma arma para a frente. Em outra fotografia, o atirador usa uma roupa branca, com capuz e segura um papel com um texto.

De acordo com a Secretaria, o material foi obtido por meio de uma investigação conjunta entre a Subsecretaria de Inteligência da própria pasta e da PF (Polícia Federal).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.