Polícia começa a descobrir segredos da Rocinha

Operação em uma das maiores favelas do Brasil revelou arsenal, luxo e refinaria de drogas. População tem ajudado a polícia

iG Rio de Janeiro |

Após ocupar as favelas da Rocinha e do Vidigal, a polícia tem se concentrado em descobrir onde os traficantes escondiam as suas armas, refinavam as drogas e onde moravam. O objetivo é desmontar a rede que deu sustentação ao crime ao longo dos anos.

De acordo com o balanço divulgado na noite desta segunda-feira pela Secretaria de Segurança, em dois dias da Operação Choque de Paz, a polícia encontrou 32 pistolas, 42 fuzis, 1 submetralhadora, 3 espingardas, 1 carabina, 20 rojões, 8 lunetas com mira telescópica para fuzil, mais de 20 mil munições de diversos calibres, 61 bombas artesanais, 2 bazucas AT4 com granadas, 62 máquinas caça-níqueis, 124 motos, 120 quilos de maconha e 135 quilos de cocaína.

Veja, abaixo, como a polícia tem chegado até eles, o que já encontrou até agora e como a vida, aos poucos, volta ao normal nas comunidades.

Ajuda da comunidade:

- Livres, moradores da Rocinha jogam bilhetes com informações à polícia

- Secretário pede que moradores denunciem bandidos e esconderijos

O arsenal revelado:

- 4 fuzis e 14 granadas estavam escondidos em concreto

- Bope apreende maior arsenal desde o início da ocupação

- Primeiro balanço mostrou 15 fuzis e 16 mil munições

Máquina de drogas:

- Bope descobre refinaria de cocaína

null Pirataria:

- PM encontra central clandestina de TV a cabo no Vidigal

Disfarces:

- PM acha 150 camisas falsas da Polícia Civil

O luxo:

- Casa do traficante Nem é encontrada saqueada

Eles se rendem:

- Foragido da Justiça se entrega a PMs

A vida volta ao normal:

- Coleta de lixo é retomada em áreas ocupadas no Rio

Fabrizia Granatieri
Polícia contabiliza apreensões da ocupação da Rocinha

    Leia tudo sobre: rocinhavidigalarsenalupppmbope

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG