Polícia atua no Complexo do Alemão e faz buscas na Vila Cruzeiro

Helicóptero troca tiros com bandidos. Principais acessos do Alemão estão cercados para evitar fuga de criminosos

Anderson Ramos e Daniel Gonçalves, iG Rio de Janeiro |

Um helicóptero blindado da Polícia Civil trocou tiros com criminosos no fim da manhã desta sexta-feira perto da estação de transmissão de Furnas, entre a favela da Vila Cruzeiro e o Complexo do Alemão, por onde bandidos passaram em fuga na quinta-feira (25). Não há informações de feridos. No início da tarde, policiais encontraram quantidade ainda não especificada de drogas, além de fuzis e duas escopetas na região da mata que separa a Vila Cruzeiro do Alemão.

Agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis recuperaram aproximadamente 500 motos e dez carros roubados no interior da Vila Cruzeiro. Dois caminhões e um carro queimados também foram achados.

Um suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas na favela foi baleado nesta sexta-feira e encaminhado para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha. Não há informações sobre seu estado de saúde.

Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) fizeram uma incursão nesta sexta-feira no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, com ajuda de dois carros lagarta anfíbio da Marinha. Em cada veículo blindado cabem 22 policiais e três militares. Um caminhão mumk do Bope está sendo usado para remover estruturas pesadas, além de retroescavadeiras para destruir barricadas montadas pelos bandidos. O comboio seguiu pela localidade conhecida como Fazendinha. Houve troca de tiros na região da Pedreira.

Os principais acessos do Complexo do Alemão estão ocupados por cerca de 180 homens das policias civil e federal, além de fuzileiros navais. A Estrada do Itararé, uma das principais vias da região, está cercada.

AE
Fuzileiros navais se posicionam na entrada do Morro do Alemão, zona norte do Rio, na manhã desta sexta-feira

Segundo o titular da 26º DP (Todos os Santos), Jader Amaral, o objetivo do cerco é evitar a saída de criminosos, que na quinta-feira (25) fugiram em massa da favela da Vila Cruzeiro, na Penha, vizinha ao Alemão, após a megaoperação promovida por PMs, policiais civis e homens do Bope e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), com apoio de veículos blindados da Marinha.

Na Vila Cruzeiro, o Bope está realizando uma operação de consolidação. De acordo com o capitão Ivan Blaz, cerca de 190 homens estão fazendo buscas por armas e bandidos que ainda estejam escondidos na favela. Seis cães farejadores são usados na ação. Uma espécie de hospital montado pelo tráfico foi descoberto nesta manhã. 

PMs e militares da Marinha estão de prontidão no 16º BPM (Olaria) aguardando ordens para agir. Por volta das 10h50, mais cinco blindados da Marinha saíram do batalhão acompanhados de mais dois caveirões do Bope. Não se sabe se os veículos foram para a Vila Cruzeiro ou para o Complexo do Alemão.

Moradores do entorno do batalhão aplaudiram a saída dos blindados. A dona de casa Vânia Cabral, 49, moradora do Alemão há 40 anos, registrou a movimentação com uma câmera de fotografar. "Isso é histórico. Tenho que mostrar para toda a minha família. O dia em que podemos acabar com a bandidagem no Rio”.

Exército nas ruas

O chefe de comunicação do Comando Militar do Leste, coronel Zanon, afirmou que cerca de 800 homens da brigada pára-quedista de infantaria do Exército brasileiro vai atuar, a partir de hoje, no patrulhamento da cidade.

A prioridade dos militares será os acessos das comunidades carentes. Eles vão ser comandados pelo general Sardenberg. A hora do início da operação não foi divulgada.

Dois helicópteros da Força Aérea e dez blindados de transporte, além de equipamentos de comunicação e óculos para visão noturna, também serão utilizados.

Ataques de madrugada

A Polícia Militar registrou mais cinco ataques na madrugada desta sexta-feira na região metropolitana do Rio de Janeiro. PMs foram acionados após um carro de passeio ser incendiado na rua João Bittencourt, em Edson Passos, no município de Mesquita, na Baixada Fluminense. O Corpo de Bombeiros conseguiu controlar as chamas e ninguém ficou ferido no ataque.

Por volta de 1h, um carro foi incendiado na pista lateral da avenida Brasil, próximo da Favela Furkin Mendes, na altura do bairro da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro. De acordo com a PM, esse automóvel foi roubado no mês de outubro em Jacarepaguá, na zona oeste. Não há informações de feridos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, um ônibus foi incendiado por volta de 5h20 na Rodovia Presidente Dutra, sentido São Paulo. O ataque ocorreu na região do bairro Jardim América. Não há informações de feridos.

Mais dois carros foram incendiados. Um veículo pegou fogo na rua Farme de Amoedo, em Ipanema, na zona sul. Outro caso ocorreu em São Gonçalo, na região metropolitana.

    Leia tudo sobre: incendiosataques a veículosarrastõesvila cruzeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG