Polícia apura se bebê com costelas quebradas sofreu violência doméstica

Menina de 4 meses foi internada com seis costelas quebradas e hemorragia. Pai disse que lesão foi causada por massagem cardíaca

iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga se uma menina de quatro meses que foi internada no último dia 10 com seis costelas quebradas e hemorragia nos olhos no Hospital Municipal Jesus, em Vila Isabel, na zona norte da capital, foi vítima de violência doméstica.

Segundo o titular da DCAV (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima), Fábio Corsino, o pai da criança disse que as lesões foram provocadas por uma massagem cardíaca que teria feito na menina por ela ter passado mal.

No entanto, o policial desconfiou da versão e acredita que as lesões são muito graves para terem sido provocadas por uma massagem cardíaca. De acordo com Corsino, o que pode ter acontecido é de o pai ter chacoalhado a criança para fazê-la parar de chorar.

Corsino afirmou que a menina permanece internada e tem quadro de saúde estável. Ele disse que aguarda a criança apresentar melhoras para submetê-la a um exame de corpo de delito. A família mora na favela da Rocinha, em São Conrado, na zona sul.

Segundo o policial, caso sejam comprovadas as agressões, o responsável pode ser indiciado por lesão corporal grave e tentativa de homicídio.

O delegado disse ter recebido informações de que, após a menina ser internada, os pais ficaram um bom tempo sem ter ido visitá-la. O pai, no entanto, nega e disse que houve confusão em relação aos horários de visita.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG