Polícia apreende menor com granadas em favela com UPP

Explosivos estavam no Morro da Coroa, onde um PM teve a perna amputada após ataque com explosivos há 40 dias

iG Rio de Janeiro |

Um adolescente de 16 anos foi apreendido por policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Morro da Coroa , na zona norte do Rio, com duas granadas Arges presas ao cinto da calça que usava. Um outro explosivo foi localizado sobre a laje de uma casa no local. Segundo os PMs, os artefatos são do mesmo tipo que foi lançado contra homens da unidade há 40 dias e atingiu um soldado que precisou ter a perna amputada . O menor é suspeito de participar do ataque.

Agência O Globo
Granadas apreendidas com adolescente de 16 anos no Morro da Coroa

Os PMs chegaram até o jovem por meio de denúncias anônimas informando que havia muitos criminosos em uma quadra no alto da comunidade, conhecida como Coração da Coroa.

No local, os policiais encontraram os suspeitos reunidos em um beco. O menor de 16 anos estava no grupo. Além das granadas, ele carregava um radiotransmissor.

Para os policiais, o adolescente teria dito que era segurança e olheiro da quadrilha de traficantes que continua a agir na favela.

Ele foi encaminhado para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente depois de a ocorrência ser registrada na 5ª DP (Mem de Sá).

A polícia informou que os outros suspeitos que estavam no beco conseguiram fugir. Sobre a laje de uma casa na mesma região, os PMs recolheram ainda uma terceira granada que estaria sob poder do grupo, além de 10 trouxinhas de maconha.

A UPP no Morro da Coroa também realiza o policiamento nos morros do Escondidinho, da Fallet, do Fogueteiro, e dos Prazeres, todas na região de Santa Teresa.

Soldado teve a perna amputada e fraturas expostas

No último dia 25 de junho,  o soldado Alexsander de Oliveira teve a perna direita amputada após ser atingido por uma granada lançada por bandidos do Morro da Coroa contra quatro PMs da UPP local. Os policiais foram alvejados no momento em que checavam uma denúncia de que traficantes estavam reunidos em um beco na favela.

O soldado Alexsander também sofreu fraturas expostas no braço esquerdo e no pé esquerdo. Os outros policiais foram atingidos por estilhaços.

No dia do ataque ninguém foi preso. Os policiais, no entanto, apreenderam uma pistola 9mm no local.

    Leia tudo sobre: coroaUPPmenorapreendidogranadapm ferido

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG